Dica de Viagem: Cruzeiros


Creio que quando pensamos em fazer uma viagem, um cruzeiro não uma das primeiras coisas que vem na cabeça. Mas pode ser uma viagem diferente e divertida para qualquer grupo ou idade.
Decidi contar um pouco sobre como foi o cruzeiro que fiz em dezembro do ano passado e dar algumas dicas baseadas na minha experiência.

Quando pensei em fazer um cruzeiro, eu recusei porque tinha medo e achava que ia acabar enjoando demais e ficar desesperada com tantos dias no meio do mar. A verdade é que isso não tem nada a ver! Fui com uma amiga para comemorar a nossa formatura do ensino médio.



Se preparando
Pesquise qual cruzeiro te agrada mais e de qual frota é. Também quais serão as paradas, isso é muito importante. Escolhi a CVC Turismo, o navio Sovereign da frota Pullmantur. O itinerário foi: saída do porto de Santos, SP, Rio de Janeiro, Salvador, Búzios e de volta para Santos.
Para quem é menor de idade, como eu era, é necessário alguns documentos. A agencia acabou não me informando direito o que tinha que fazer e eu tive que correr atrás das coisas em cima da hora.
Meus pais tiveram que assinar uma declaração com firma reconhecida no cartório. São duas vias que custaram R$ 10,00 cada. Tive que apresentar essas vias no check-in no dia da embarcação.
O check-in no porto é algo maluco. Chegando lá eu me assustei com a quantidade de pessoas. Eu estava sozinha e fiquei bem perdida na hora. Tente se informar bastante sobre isso antes da viagem.

Preços
Depende da localização da cabine escolhida. Há cabines internas (sem janelas) e externas (com janelas). Tem também as com varandas, que são mais caras. A minha cabine foi interna e paguei em torno de R$ 1900,00. Pense que quanto mais você desce as escadas do navio, é menos dinheiro saindo do bolso. Hahaha
Você deve estar ciente que os preços variam dependendo da época, assim como qualquer viagem e a melhor escolha é começar a pagar antes.
Mesmo pagando um pouco menos (ou muito menos) você receberá a mesma mordomia de quem esta na cabine mais alta do navio. Lá dentro todos são tratados iguais. Durante a minha viagem não vi diferença alguma.

Cabines
Cabines de até 4 pessoas. Se a cabine for pequena, fica meio apertado porque são duas camas em baixo e duas em cima. A minha tinha apenas duas, e dá para juntá-las e fazer uma cama de casal. Tem ar condicionado, cofre de segurança e televisão. As camareiras passam pelas cabines todos os dias, mas você pode escolher quando elas podem e não podem entrar.



Dinheiro: Real/Dólar
A minha maior duvida antes de ir era de como funcionava o dinheiro lá dentro. O próprio agente de viagem não conseguiu explicar direito. Lá dentro é tudo em dólar, mas você pode usar seu cartão de crédito internacional ou até mesmo trocar reais por dólar.

Comidas e bebidas

Quanto as comidas, não achei super saborosas, mas são boas e o melhor é que sempre tem variedade. Tudo vai depender do tamanho do seu navio, mas são vários restaurantes que abrem em horários diferentes, assim você tem comida quase 24 horas por dia!
Máquinas de refrigerantes e sucos estão lá a vontade nos restaurantes. Já a água é mais complicada. A que eles oferecem de graça é água destilada, ou seja, se você quer água com gosto de água, tem que comprar. Custava U$ 2,00.

Baladas
Quanto às baladas, foi dito que eram apenas para maiores de 18 anos. Mas eu e minha amiga tínhamos 17 e entramos numa boa, não tinha fiscalização. Inclusive no bar, porque eu não vi nenhum barman pedindo o cartão de identificação para ninguém. Do mesmo modo que eu pedi um refrigerante, podia ter pedido uma bebida alcoólica sem problemas. As baladas são tranquilas, não vi nada demais. O único problema que eu encontrei foi a não fiscalização no bar.
Não virei a noite nenhuma vez, e também não ficava até tarde e durante a madrugada, então não sei dizer muito como é a madrugada no navio.


Atividades e lazer
Todas as noites, era entregue na cabine um jornal onde tinha todas as atividades e horários do navio do dia seguinte. Ele é muito bom porque dá para se programar e aproveitar bastante.
Há também os animadores, um grupo de pessoas que está lá para promover a diversão. Eles ensinam coreografias nas piscinas e também animam as festas e baladas fantasiados com o tema escolhido para a noite. Cada festa tinha um tema como Star Wars ou Tropical.

Paradas
O que posso dizer é que deve-se respeitar bastante os horários. Vi pessoas falando que algum conhecido ficou para trás e perdeu o horário. O cruzeiro não vai esperar você, então cuidado.
Saindo para o porto, você vê muitas agencias de turismo oferencendo vários pacotes de tour pela cidade. Prepare-se para as facadas, mas dá para conseguir algo bem legal por um preço não tão grande.


O que levar
Leve roupas mais leves e frescas. Mas também para "sair" a noite. Sapatilhas e apenas um salto alto que combine com vários looks é o bastante. O maior segredo é levar roupas que combinem entre si, assim você não enche a mala de coisas que não vai usar. Leve também uma roupa social para a noite de gala. E falando de roupas, as malas podem demorar para chegar na sua cabine, então escolha bem a roupa que você vai usar para embarcar.
A piscina é com água salgada, além das praias nas paradas e o contato com o sol. Então, no geral, prepare sua necessaire como se estivesse indo para a praia com produtos para o cabelo e pele.

O navio nunca para. Não ia dormir muito tarde porque queria aproveitar a programação do dia seguinte, mas o único dia em que fiquei até de madrugada para fora da cabine, vi que ainda tinha muita gente animada.
São 24h de puro lazer, são várias atividades diferentes para todos os gostos. Se você está indo com a família ou com o namorado e até com os amigos, que foi o meu caso, sempre vai ter coisas legais para fazer. 

O post é grande, mas é uma dica bem legal para quem pensa em fazer algo diferente. Foi uma ótima experiência que com certeza eu vou repetir. 

Espero que tenham gostado!

Beijos,
   Karol

Nenhum comentário:

Postar um comentário